Ministério do Meio Ambiente espera discutir sustentabilidade com o mercado segurador. - Canizo & Silva
9468
post-template-default,single,single-post,postid-9468,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_fade,page_not_loaded,,canizo & silva-ver-1.o, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,fade_push_text_top,grid_800,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Ministério do Meio Ambiente espera discutir sustentabilidade com o mercado segurador.

Inserir a importância da sustentabilidade na indústria de seguros é um dos objetivos do governo. Foi isso que a diretora de produção e consumo sustentáveis do Ministério do Meio Ambiente, Raquel Breda, afirmou durante mesa-redonda “O Seguro no Brasil em 2030: fortalecendo o seguro para o desenvolvimento sustentável”, realizada pela CNseg, dia 14, em São Paulo.

“Vemos as instituições de seguros e resseguros como fundamentais para o funcionamento da economia e para incorporar a sustentabilidade em seu modo de trabalho para a sociedade. Se nós não conseguirmos que isso se torne core business das empresas, não conseguiremos convencer ninguém de que isso é o paradigma que deve orientar o nosso futuro”.

Raquel ressalta que o governa deseja fortalecer a relação com o mercado de seguros para fomentar ainda mais discussões sobre sustentabilidade. “Esperamos que o setor possa contribuir e discutir com o governo para ver como podemos ajudar a promover esses padrões de sustentabilidade. Consideramos que essa discussão é fundamental com o mercado de seguros e pretendemos fortalecer nossa colaboração com a CNseg, Susep e Banco Central para introduzir a sustentabilidade no sistema financeiro do nosso país”. (Tany Souza)

Fonte: Revista Cobertura de Mercado de Seguros

Sem Comentários

Publicar um comentário